Buscar
  • Psicólogo Walter Benatti

TOCANDO EM FRENTE

Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso, porque já chorei demais... cada um de nós compõe a sua própria história, cada ser em si carrega o dom de ser capaz... de ser feliz...”

Esta belíssima poesia de Almir Sater e Renato Teixeira revelam que todos os seres carregam um presente, uma semente dentro de si : o dom de ser feliz e de ser capaz de realizar-se na vida, com sentido e plenitude. A música suscita algumas questões que nos ajudam a chegar no cultivo desta realização e felicidade, da ação do Ser rumo a mudança, o ser humano agente, reponsável por suas escolhas.

Alguém que olha para aquilo de deixou no passado, que não lhe remete bons sentimentos e resultados no presente e consegue se perdoar e se transformar buscando uma nova postura de vida: “ando devagar porque já tive pressa... e levo este sorriso porque já chorei demais”, um aprendizado assimilado depois de não ter compreendido as regras do tempo.

A falta da compreensão da vivência real da temporalidade pode levar ao sofrimento, vive-se com muita ansiedade por estar prostrado nas amarguras ou nostalgias de tempos idos ou por estar preocupado demais com coisas que virão, ausentando-se desta forma do momento presente e do estar plenamente alocado no aqui-e-agora, que é a única realidade passível de transformação. Não desta forma exaurindo as memórias do passado e as responsabilidades com o futuro.

Trechos da bíblia relatam que “há um tempo para cada coisa... tempo de se alegrar, tempo de sofrer... tempo de colher e tempo de semear...” Este conhecimento deve estar internalizado em nosso ser e elaborado para ser colocado em prática no nosso dia-a-dia.

Através de várias técnicas, dentre elas a prática do Mindfulness (atenção plena), a Psicologia Contemporânea e as Terapias Comportamentais de Terceira Geração auxiliam na resignificação de pensamentos, sentimentos e comportamentos geradores dos Transtornos de Ansiedade.

Manter-se atento ao presente, responsabilizar-se pelas escolhas e decisões, parar e respirar profundamente antes das tomadas de decisões pode ser o primeiro passo rumo a uma vida plena e com menos ansiedade.

Conheça-te, permita-se estar no presente, faça terapia!

Walter Augusto Benatti é Psicólogo Clínico – CRP 06/138771

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo